Out
27
Sáb
Passeio Geológico em Sobral Fernando @ Sobral Fernando
Out 27@9:30_13:00
Passeio Geológico em Sobral Fernando @ Sobral Fernando | Vale Cobrão | Castelo Branco | Portugal

A aldeia de Sobral Fernando, sobranceira ao rio Ocreza e vizinha das Portas de Rodão, é uma verdadeira surpresa pelo seu património Geológico e pela Fauna e Flora que aí se estabeleceu.
A ZêzereTrek tem o prazer de o convidar a vir descobrir este património extraordinário, num passeio onde as forças naturais que moldam o nosso planeta deixaram marcas evidentes que o vão surpreender. Interligada à Geologia está também a flora e a fauna que neste percurso se pode observar. Desde bolsas de vegetação única nesta zona até uma diversidade invulgar de espécies que as populações usam desde sempre na sua cozinha, este passeio foi especialmente concebido para lhe dar a conhecer todas estas particularidades e as relações entre as plantas, os animais, o solo que as sustenta e as gentes da terra.
E, claro, atenção aos céus, onde nos sobrevoam Grifos, Abutres e Milhafres!
Para finalizar da melhor forma o passeio, os participantes terão à sua disposição um excelente almoço preparado pelas cozinheiras da aldeia, com destaque para os ingredientes típicos do local.

Programa:

Ponto de encontro junto à Associação para o Desenvolvimento do Sobral Fernando

9H30 – Início do passeio;
13H00 – Final do passeio.
13H15 – Almoço.

Nota: Após o almoço ainda haverá espaço para algumas curiosidades locais.

A actividade inclui  acompanhamento com Guia, almoço e seguro.

Nov
2
Sex
Do Xisto ao Zêzere @ Vila de Rei, Água Formosa, Sardoal e Dornes
Nov 2@9:30_Nov 4@13:00
Do Xisto ao Zêzere @ Vila de Rei, Água Formosa, Sardoal e Dornes

Para que aproveite a época outonal da melhor forma, a ZêzereTrek propõe para os dias 2, 3 e 4 de Novembro um programa recheado de actividades para que conheça um pouco do Centro de Portugal e das surpresas que este território encerra.
No dia 2 de Novembro, para os amantes da fotografia e da Natureza, temos programado dois percursos fotográficos. Durante a manhã, aproveitando a riqueza paisagística das cascatas de Vila de Rei, faremos um percurso especialmente planificado para o efeito, para que os fãs da fotografia possam dar uso à sua técnica sem pressas ou quaisquer percalços.
Após o almoço, em Vila de Rei, o nosso destino será a Aldeia de Xisto de Água Formosa, onde faremos o segundo percurso. Xisto e Tradição serão os temas centrais do passeio. No final os participantes terão à sua espera um lanche confeccionado com produtos locais, num espaço à altura do evento.
No Sábado, dia 3 de Novembro, rumamos com destino ao concelho vizinho do Sardoal, onde os participantes terão a oportunidade de conhecer esta bela localidade do Ribatejo Norte e os seus arredores, onde a religiosidade e a enologia da região serão alguns dos temas a visitar. Neste passeio haverá também a oportunidade de saborear os produtos da região, num local especial pensado para os presentes.
Para o Domingo, dia 4 de Novembro, a ZêzereTrek levará os participantes a usufruírem da albufeira da Barragem de Castelo de Bode e vivenciarem as paisagens da região de Ferreira do Zêzere, num passeio fluvial pelas aldeias ribeirinhas, tendo como ponto de partida a localidade de Dornes. No regresso deste passeio estará também incluído um almoço a condizer com a época do ano.

Programa:

2 de Novembro:
9h30 – Ponto de encontro junto ao mercado de Vila de Rei (GPS: Latitude: 39°40’31.05″N; Longitude: 8° 8’48.45″W) e Início do Passeio Fotográfico;
13H00 – Almoço em Vila de Rei;
15h00 – Ponto de encontro na Aldeia do Xisto de Água Formosa e início do Passeio
17h30 – Regresso à Aldeia e lanche com produtos locais

3 de Novembro:
9h30 – Concentração junto ao Centro Cultural Gil Vicente (GPS: Latitude: 39°32’18.63″N; Longitude: 8° 9’42.26″W) e Início do Passeio;
13H00 – Almoço volante, com degustação de produtos tradicionais;

4 de Novembro:
9H30 – Concentração junto à Igreja de Nossa Senhora do Pranto (GPS: Latitude: 39°46’17.95″N; Longitude: 8°16’9.78″W);
10H00 – Início do passeio fluvial;
12H30 – Chegada a Dornes.
13h00 – Almoço

A actividade inclui almoços, lanches, degustações, seguros e o acompanhamento de Guia.

Para quem desejar fazer apenas parte das actividades, existe a possibilidade de realização das mesmas em separado.

Nov
24
Sáb
Pelos Azereiros do Zêzere @ Quintã, Cernache do Bonjardim, Sertã
Nov 24@9:00_13:00
Pelos Azereiros do Zêzere @ Quintã, Cernache do Bonjardim, Sertã | Sertã | Castelo Branco | Portugal

A ZêzereTrek quer dar a conhecer aos Participantes desta actividade, o motivo pelo qual o Rio Zêzere é assim chamado, assim como dar a conhecer mais uns locais de interesse neste território do Interior.
Este percurso surpreende pela riqueza da flora que vamos encontrando, podendo mesmo encontrar-se espécies que são verdadeiras testemunhas de outras eras.
A água é também um elemento constante, ora presente em pequenos ribeiros que correm por curiosas formações geológicas ora descansando tranquilamente na albufeira de Castelo de Bode.
Haverá ainda oportunidade de descobrir o encanto de aldeias ribeirinhas como a de Moinhos da Ribeira.
Para retemperar forças a ZêzereTrek oferece um pequeno lanche matinal com produtos regionais.
O percurso, circular, tem um grau de dificuldade fácil e duração prevista de 4 horas.

O ponto de encontro será junto à antiga Escola Primária da Quintã (GPS :Latitude: 39° 47′ 25.44″ N; Longitude.: 8° 11′ 55.356″ W)

Programa:
9H00 – Início do passeio;
13H00 – Final do passeio.

A actividade inclui acompanhamento com Guia, lanche a meio da manhã com produtos regionais e seguro.

Dez
1
Sáb
Passeio Micológico em Vila de Rei @ São João do Peso, Vila de Rei
Dez 1@10:00_16:00
Passeio Micológico em Vila de Rei @ São João do Peso, Vila de Rei

Aproveitando o ambiente de Outono e o cenário bucólico da localidade de São João do Peso, no Concelho de Vila de Rei, a ZêzereTrek regressa a esta aldeia e propõe para o dia 1 de Dezembro um passeio micológico, dando a conhecer aos Participantes o mundo misterioso dos cogumelos. O passeio será conduzido por um técnico especialista nesta área que nos desvendará as curiosidades e particularidades das espécies locais. A actividade contará também com um “showcooking”, com a demonstração de diferentes formas de preparação dos cogumelos colhidos, bem como a aprendizagem de técnicas de conservação de cogumelos, seguido de um almoço, onde não poderão faltar estes ingredientes.

Programa:
10H00 – Início do passeio. Concentração junto à Igreja de São João do Peso (GPS: Latitude: 39°42’56.60″N; Longitude: 8° 4’10.50″W);
12H00 – Showcooking;
13H00 – Almoço temático;
14H00 – Técnicas de preparação e conservação de cogumelos.

A actividade inclui acompanhamento com Guia especializado, almoço e seguro.

Aconselha-se aos participantes o uso de calçado confortável, cesto de vime e um canivete.

Dez
8
Sáb
Pela Pré-História do Tejo @ Fratel, Vila Velha de Ródão
Dez 8@9:30_12:30
Pela Pré-História do Tejo @ Fratel, Vila Velha de Ródão

Pela primeira vez, desde a criação da ZêzereTrek, a nossa equipa decidiu oferecer uma proposta adicional, dando a conhecer um pouco do mundo da Pré-História, cujos vestígios na bacia Hidrográfica do Tejo, nos levam ao concelho de Vila Velha de Ródão, mais precisamente à localidade de Fratel e o seu território envolvente.
Designamos por território de Fratel o espaço compreendido entre o rio Tejo, o rio Ocreza e a crista quartzítica formada pela Serra das Talhadas. Este espaço é caracterizado por um substrato de rochas metasedimentares (vulgo xistos e grauvaques) e por relevos sedimentares arenosos, de forma planáltica, localmente designadas por Charnecas, que estão sobreelevadas em relação à área envolvente. Constituem reservatórios naturais de água que brota em redor das mesmas, sob a forma de nascentes. Os melhores solos agrícolas localizam-se em redor destas Charnecas.
Durante a pré-história recente este território ofereceu condições de habitabidade a comunidades agro-pastoris que viviam também da
caça, da pesca e da recolecção. Estas comunidades habitavam nas “Charnecas” (Charneca do Fratel, Charneca do Janome, Charneca das Vinhas, Charneca do Vilar de Boi e Cabeço da Velha) e
enterraram os seus mortos, nos inúmeros monumentos (antas e mamoas) distribuídos por aquele território e produziram largos milhares de gravuras nas margens rochosas dos rios Tejo e Ocreza.
Esta descrição é o que queremos mostrar “in loco” ao longo do programa que propomos. Levá-lo a mergulhar nesta interepretação da pré-historia.

Ponto de Encontro: Sociedade Filarmónica de Educação e Beneficência Fratelense (GPS: Latitude: 39°37’45.41″N; Longitude: 7°44’42.52″W)

Programa:
9H30 – Início da Actividade;
12H30 – Final da Actividade.

A actividade inclui acompanhamento com Guia, um lanche e seguro.

Dez
15
Sáb
Salvaterra do Extremo e o Património do Rio Erges @ Salvaterra do Extremo, Idanha-a-Nova
Dez 15@10:00_16:00
Salvaterra do Extremo e o Património do Rio Erges @ Salvaterra do Extremo, Idanha-a-Nova

O Parque Natural do Tejo Internacional tem à parte do seu estatuto de conservação, um conjunto de valores e riquezas que vale a pena conhecer. A sua riqueza natural concentra-se principalmente na Raia, onde acresce ainda a carga histórica e tradicional com séculos de existência. Este património natural, histórico e até geológico, tem em pequenos núcleos da área protegida, particular concentração desta riqueza, sendo que Salvaterra do Extremo é destes casos.
Situada no extremo oriental do concelho de Idanha-a-Nova, a pequena aldeia raiana, não só guarda uma rica história e um interessante património construído, como nos seus arredores reserva um grande mostruário natural e um enorme espólio geológico.
A nossa actividade propõe um conhecimento deste território, que vai para além dos montados de sobreiro e de azinho, dos olivais, da silvo-pastorícia e do granito que reflectem a dureza da região.
A actividade proposta trata-se de um percurso interpretativo com início e término na localidade, concentrado em grande parte na observação dos ecossistemas semi-naturais dos montados
existentes, com particular destaque para a flora e a avifauna que caracteriza a região, em que as colónias de grifos e abutres, são apenas um exemplo.
No que toca à geologia, haverá também um foco direccionado para este tema, em que o processo de formação do canhão do Rio Erges e dos canchais será alvo de uma abordagem, relacionando estes fenómenos geológicos com o meio envolvente.
O percurso tem uma extensão de 10 km, com um nível de dificuldade baixo/médio, tendo uma duração prevista de 3,5 horas.
No final do passeio, de volta a Salvaterra do Extremo, será servido um almoço com produtos regionais, num ambiente muito especial e acolhedor.
Para completar o dia, a seguir ao almoço, será feita uma visita pela localidade para apreciar o seu interessante património histórico.

Programa:
10H00 – Início do passeio. Concentração no largo da Igreja Matriz de Salvaterra do Extremo (GPS: Latitude: 39°53’0.67″N; Longitude: 6°54’52.41″W);
13H30 – Almoço.

A actividade inclui acompanhamento com Guia, almoço e seguro e algumas surpresas.